Aviação civil: Moçambique sai da lista negra da segurança aérea da UE – Bruxelas

 

Bruxelas, 16 Mai (Inforpress) – A Comissão Europeia retirou hoje as transportadoras aéreas que operam em Moçambique da ‘lista negra’ da segurança aérea, permitindo que voem para a União Europeia (UE), mantendo-se São Tomé e Príncipe e Angola, esta última com exceções.

Na atualização da lista hoje divulgada, “todas as linhas aéreas certificadas no Benim e em Moçambique foram retiradas da lista, na sequência da melhoria da segurança aérea nestes países”, segundo um comunicado do executivo comunitário.

“Estou satisfeita por termos podido tirar todas as transportadoras do Benim e de Moçambique da lista de segurança. As reformas compensaram”, disse a comissária europeia para os Transportes, Violeta Bulc.

No caso de Angola, mantém-se a exceção à TAAG, que pode voar para a UE com os aparelhos Boeing B737-700, Boeing B777-200, e Boeing B777-300.

A lista de segurança aérea da UE, denominada “lista negra”, elaborada pela Agência Europeia para a Segurança da Aviação, proíbe um total de 181 companhias aéreas de voarem para a União Europeia, sendo 174 transportadoras certificadas em 16 países devido à falta de fiscalização da segurança pelas autoridades nacionais da aviação.

Inforpress/Lusa/Fim