Autoridades aguardam pedido dos EUA para extraditar os dois presos acusados de tráfico de drogas

Cidade da Praia, 29 Mar (Inforpress) – As autoridades cabo-verdianas aguardam o pedido de extradição dos Estados Unidos da América (EUA) para decidir sobre a extradição dos dois indivíduos detidos em Cabo Verde, na madrugada de sábado, 22, por indícios de tráfico de drogas.

A informação foi avançada pelo ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, em declarações à rádio Voz da América, adiantando que o pedido de extração será apreciado pelos tribunais.

“Foi feito um pedido de detenção. Os indivíduos foram apresentados ao poder judicial, no caso, o Tribunal da Relação. Agora, deverá ser feito um pedido formal por parte dos Estados Unidos e logo que o pedido for formulado o mesmo será apreciado pelos nossos tribunais que decidem pela extração ou não”, explicou avançado que há um prazo estabelecido para o efeito.

O governante cabo-verdiano esclareceu que a detenção desses cidadãos estrangeiros não tem nada a ver com o seu envolvimento em actos terroristas, mas sim, com tráfico de drogas.

“Não há nenhuma conotação com o terrorismo, como se fez referência. São indivíduos indiciados por tráfico de drogas que se encontram em trânsito e que foram detidos a pedidos dos Estados Unidos, no âmbito da cooperação internacional em matéria penal existente entre os dois países”, esclareceu.

Os dois cidadãos, um paquistanês e um iraniano, foram detidos na madrugada de sábado à chegada à Cidade da Praia provenientes do Senegal, onde já eram seguidos pelas autoridades norte-americanas.

No mesmo dia, o Tribunal da Relação legalizou a prisão.

MJB/CP
Inforpress/Fim