Aumento dos direitos de importação sobre os lacticínios e sumos de fruta depende do Parlamento – Olavo Correia

 

Cidade da Praia, 06 Dez (Inforpress) – O ministro das Finanças, Olavo Correia, disse hoje, na Cidade da Praia, que o aumento dos direitos de importação sobre lacticínios e sumos de fruta, depende da sua aprovação no Parlamento.

“Foi uma proposta que foi apresentada pela Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Sotavento (CCISS), já analisamos e o Governo quer ajudar os empresários nacionais a serem mais competitivos de uma forma transitória”, esclareceu o ministro, no final de uma visita a uma empresa privada, na Cidade da Praia.

Segundo Olavo Correia, é uma proposta que visa promover a indústria nacional e que vai ser discutida pelos deputados no Parlamento.

Sobre os comentários à volta da proposta, o ministro considerou que “é bom que haja um escrutínio público, que haja opiniões contrárias e divergentes” sobre a proposta antes da sua discussão.

“O Governo está neste momento a analisar a proposta e vai ser submetida ao Parlamento para discussão. No Parlamento discutiremos, em função daquilo que os deputados entenderem, a proposta poderá avançar ou não”, explicou Olavo Correia.

O ministro disse ainda que o Governo quer criar um ecossistema para apoiar os empresários nacionais porque, sustentou, nenhum país desenvolvido ou que queira ser desenvolvido, conseguiu faze-lo apenas com o Investimento Directo Estrangeiro.

“É muito importante que consigamos cada vez mais o IDE, mas temos que também criar um quadro para apoiarmos, incentivarmos os nossos empresários, empreendedores e as nossas empresas”, sublinhou o ministro, na ocasião.

Esta proposta consta de um estudo encomendado pela Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Sotavento (CCISS) e que foi posteriormente apresentado ao Governo juntamente com outras medidas de política comercial que podem ter impacto no desenvolvimento da indústria nacional.

JL/ZS

Inforpress/Fim