Assomada: 25 de Abril assinalado com tertúlia e lançamento da obra “Dôs – Diálogos sobre a Arte e a Vida” de José Branco

Cidade da Praia, 24 Abr (Inforpress) – O 25 de Abril, Dia da Revolução dos Cravos, em Portugal, vai ser assinalado, hoje, na cidade de Assomada, em Santa Catarina, com uma tertúlia e lançamento do livro “Dôs – Diálogos sobre a Arte e a Vida”.

A tertúlia, que conta com a participação do músico e combatente José Mário Branco, acontece no Centro Cultural Norberto Tavares, e é organizada pelo Camões, Instituto da Cooperação e da Língua – Centro Cultural Português, em parceria com a Câmara Municipal de Santa Catarina.

Segundo uma nota de imprensa, José Mário Branco, além de ser uma “referência da música portuguesa”, é um combatente que “atravessa a história da luta pela liberdade dos povos de Portugal e de África”.

“Um combate, aliás, que iniciou muito jovem, ainda estudante universitário, no Porto (sua terra natal), e que o levou à prisão por lutar contra a ditadura fascista e ao exílio (em França), por não concordar com a guerra colonial e defender a libertação dos povos africanos”, lê-se na nota, explicando que esta conversa é no sentido de manter viva as memórias desta história de luta que terminou com a implementação do regime democrático e com a entrada em vigor da nova constituição a 25 de Abril de 1976.

A tertúlia com José Mário Branco vai ter a moderação do ex-jornalista e actual coordenador do Gabinete de Comunicação e Imagem da Câmara Municipal de Santa Catarina, António Alte Pinho, e assinala a revolução do dia 25 de Abril de 1974, conhecido por Revolução dos Cravos, em Portugal.

A anteceder esta “conversa”, João Branco (fundador do Mindelact), filho de José Mário Branco, lança no mesmo espaço o seu último livro “Dôs – Diálogos sobre a Arte e a Vida”, cuja apresentação estará a cargo do professor Manuel Brito-Semedo.

Este livro, publicado pela Editora Rosa de Porcelana, é o resultado de uma conversa com 33 artistas, músicos, poetas, escritores e arquitectos, que aconteceu entre 2010 e 2018.

Para além de “Dôs – Diálogos sobre a Arte e a Vida”, João Branco tem no mercado obras como “Nação Teatro”, “Crónicas Desaforadas” e “Palco 50”, onde as conversas sobre a vida, o Teatro e Poesia, mas também a música e a arquitetura são uma recorrência.

AM/CP
Inforpress/Fim